Opinião | Menos de 8

Nurburgring é talvez o mais famoso circuito do mundo, não só pela sua grandiosidade de mais de 20 km, mas também por ser uma das pistas mais complicadas e perigosas que existe no mundo. Nos últimos anos, esta pista tem sido usada pelos departamentos de Marketing de várias construtoras de automóveis como chamariz para as marcas. 


É que na cabeça de quem compra carros desportivos, saber que este foi desenvolvido em Nurburgring  é sempre um tema de conversa para quando o amigo chegar à tua garagem e ver o teu carro novo. Aí ele pode dizer: "Hey, belo carro." e aí tu respondes que é a versão RS GT-Turbo16v S800 VTI e que foi o mais rápido em Nurburgring. O vosso amigo irá encolher os ombros e perguntar o que qualquer pessoa que não é "petrolhead" pergunta. "Então mas isso trava bem?"

Neste preciso momento marcas como a Porsche, McLaren e Ferrari, andam doidas para fazer o melhor tempo de sempre de um carro de produção em Nurburgring. A fasquia já está em 1 volta ao circuito em menos de 7 minutos. Mas um pouco mais abaixo na tabela dos melhores tempos, outra trava-se outra grande batalha, que é a de menos de 8 minutos. Os soldados desta batalha são os hatchbacks de tracção dianteira desportivos.


Tudo começou em 2008 quando a Renault levou o Megane R26.R para a pista e trouxe de lá um tempo espectacular de 8m16seg. Mais tarde em 2011 a Renault voltou a melhorar o tempo com o Megane 265 Trophy 8m7seg. Mas agora a Renault já não está sozinha nesta batalha e o Seat Leon Cupra fez um tempo de 7m58seg, destronando completamente o Megane.

E neste momento todas as marcas querem os seus 15 minutos de fama à conta de Nurbugring, porque se a Renault conseguiu manter a marca de melhor tempo para um carro de tracção dianteira por 5 anos, a Seat poderá não ter este título por muito mais tempo. É que a Opel está para lançar o Astra OPC Extreme e a Honda tem como objectivo principal para o novo Type-R, ser o carro de tracção dianteira mais rápido de sempre em Nurburgring. 


E no final de contas será que o consumidor, mesmo sendo um petrolhead vai ligar a estes tempos? Será isto uma razão para escolher um desportivo, em relação a outro? É sempre, giro poder dizer que temos o mesmo carro que fez Nurburgring em menos de 8 minutos, mas no final o que vai importar é o gosto de cada um e a sensação de conduzir o carro. Porque comprar um desportivo, será sempre uma compra irracional e por mais que as marcas queiram racionalizar essa escolha com números, no final de contas, o desportivo que tu vais comprar vai ser aquele que tu gostas mais. 
Enviar um comentário

Mensagens populares